Pular para o conteúdo principal

Academia do Programador no Ensino Médio

Logo após o lançamento da Academia do Programador, esta carreira foi apresentada para a Flávia Teresa de Lima, que é a Coordenadora Pedagógica do Ensino Médio da Escola Fernão Gaivota, que após verificar o pré-requisito, o conteúdo e os objetivos, ressaltou:

“Trabalhar este conteúdo ajudaria o desenvolvimento do pensamento lógico, visto que o exercício realizado na resolução de um problema computacional consiste na análise dos objetivos determinados, das ferramentas disponíveis, bem como a definição dos passos necessários para alcançar estes objetivos possibilita a reversibilidade do pensamento e o pensamento antecipatório. Habilidades que são fundamentais para a construção do conhecimento.”

Então a ideia de incluir a Academia do Programador como conteúdo integrante do Ensino Médio foi amadurecendo e foi definido que em 2010 os alunos do 2º ano do Ensino Médio teriam 2 aulas semanais dedicadas a Academia do Programador, totalizando as 80h desta carreira.

A experiência que tive na primeira aula foi interessante, pois quando apresentei o Program-ME os alunos fizeram diversas perguntas interessantes:

“Dá para acender a lâmpada do meu quarto, ao invés de acender esta lampadinha (se referindo ao LED)?”

“Funciona sem estar conectado ao computador?”


“Tem um computador em miniatura aí dentro?”


Acredito que será muito gratificante trabalhar este conteúdo com alunos que estão na faixa dos 16 anos, apresentando este mundo tecnológico ‘por dentro’ e, quem sabe, despertando o desenvolvedor ou inventor que existe dentro deles.


Fiz um post no Globalcoders (Fechando o 2º ano do Ensino Médio com chave de ouro: Programação, Arduino, Automação e Cloud Computing) ao final do ano para compartilhar um projeto realizado com a turma.

Comentários

Unknown disse…
Muito legal sua experiência Marcelo. Na YaW tbém estamos apostando nessa iniciativa, aproximar esse treinamento da "garotada" do Ensino médio, algo como um curso técnico.
rbellia disse…
Muito importate isso...

Faz um tempo estava conversando com um colega de trabalho que estava estudando realidade aumentada na faculdade de Design, e ele estava me mostrando umas experiências com o Arduino.
Depois que fui no Open TDC 2009 e tomei mais conhecimento sobre o Arduino, voltei a discutir o assunto com ele e mostrei um vídeos, onde uma turma de alunos (~ 16, 17 anos, acho que era na Itália) fazia uma bicileta andar sozinha com o Arduino.
Esse meu colega falou: "Sabe o que eu estava aprendendo na escola quando tinha 16 anos ? Excell ! Enquanto os caras tão fazendo uma bicicleta andar sozinha..."

Hoje o ritmo de inovações é tão forte que as empresas de tecnologia já não conseguem fazer previsão para mais do que 05 anos. Surgem ocupações no mercado de trabalho e as instituições de ensino/profissionalizantes não conseguem acompanhar.

O único caminho é ensinar essa garotada a pensar !

Parabéns pela iniciativa da Globalcode e da escola Fernão Gaivota...
Unknown disse…
O que falar... Um verdadeiro sonho!!!! Fragozo, Marcelo e equipe da escola Fernão Gaivota são pessoas incrivelmente sonhadoras na mesma proporção que são realizadores. Parabéns!

Estou muito feliz com este resultado e poder de alguma forma colaborar com o ensino médio é algo difícil de descrever.

Aproveito para agradecer a toda equipe que se empenhou e continua se empenhando no desenvolvimento da Academia do Programador: Paulo Santos, Elaine, Kleber, Dr. Spock, André, Yara e Mel.

Espero em breve visitar a turma e já estamos combinando uma data para isso.

-Vinicius Senger
CALERA disse…
Grande iniciativa!

Mais do que nunca se faz necessário despertar o "desejo" de saber e de aprender dessa garotada.

É muito gratificante.

Sou aluno do Marcelo na Fernão Gaivota e portanto sou suspeito por postar este comentário, mas não pude deixar passar a oportunidade de deixar o meu apoio.

Parabéns Marcelo!
Parabéns Flávia!
Sucesso Fernão Gaivota!

Grande abraço!
Emerson disse…
Eu realmente tenho uma frustração enorme de na minha época(1989-1991) não ter tido a oportunidade de contar com uma academia dessa no ensino médio. Talvez eu tivesse seguido carreira na área. Fiz o superior em Proc. de Dados na faculdade da mini-saia mais famosa do Brasil(Geisy Arruda) que não me serviu pra nada. Uma academia dessa no colegial teria feito a diferença pra mim. Agora, infelizmente, se eu quiser, tenho que pagar($$$), paciência né galera? Parabéns a Globalcode por influenciar o ensino em TI , tão positivamente no país.
Unknown disse…
Fiz um post no Globalcoders (Fechando o 2º ano do Ensino Médio com chave de ouro: Programação, Arduino, Automação e Cloud Computing: http://blog.globalcode.com.br/2010/03/academia-do-programador-no-ensino-medio.html) ao final do ano para compartilhar um projeto realizado com a turma.

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba como programar para Arduino sem ter nenhum hardware disponível

O Arduino já é uma tecnologia muito difundida entre os amantes de tecnologia. É difícil encontrar um profissional da computação que não brincou um pouco com esta ferramenta de prototipagem ou, que gostaria de fazer isso. Porém, em alguns casos, o programador quer conhecer o arduino mas não dispõe de nenhum hardware, nem mesmo da placa. Como isso poderia ser resolvido? A primeira resposta seria aquela mais simples e direta: ir as compras. Isso pode ser feito em uma loja física ou pela internet. No meu caso, por exemplo, tive a felicidade de encontrar em um site (não me lembro qual) um kit arduino, com um conjunto de sensores e um DVD com 41 vídeo aulas. Mas digamos que o profissional não esteja passando por um bom momento financeiro, ou ainda, simplesmente não queira comprar o Arduino sem antes conhecê-lo um pouco melhor. Para a última situação também já existe uma resposta, e diga-se de passagem, uma excelente resposta. Trata-se do site 123D Circuits.io . Depois de criar seu u

Entendendo como funciona a programação de computadores: linguagens de programação, lógica, banco de dados

Nesse post, diferente dos últimos que foram mais enfáticos nas experiências com tecnologias, vou focar um pouco mais nos profissionais que estão começando, ou pretendem ingressar na área de desenvolvimento de software, falando sobre conceitos fundamentais relacionados a programação em geral . Mercado de trabalho para programação Conforme já sabemos, o mercado de desenvolvimento de software, especialmente no Brasil, continua em franca expansão, sendo que cada vez mais as empresas buscam desenvolver seus próprios sistemas usando as mais diferentes e novas tecnologias. Algumas matérias interessantes: As seis profissões mais valorizadas em 2010 no IDG Now! Muitas vagas e sensação de reaquecimento da economia Por isso, a área de desenvolvimento de software tem despertado interesse em muitos profissionais de outras áreas que desejam mudar de profissão, já que as oportunidades de trabalho tendem a ser maiores. Esse é um perfil presente em muitos dos clientes da Globalcode que acabou m

JSON fácil em Java com GSon !

Ola pessoal ! O formato JSON ( J ava S cript O bject N otation) vem se consagrando cada vez mais na comunicação de dados, principalmente nos dispositivos móveis devido a esse formato ser mais leve que o XML e também mais legível. Uma prova disso são as inúmeras bibliotecas que existem para manipular esse formato, e no caso do Android, o suporte ao JSON é nativo. Mas apesar de ter esse suporte nativo, algumas operações devem ser feitas manualmente e o código acaba ficando um pouco verboso e repetitivo, já que para cada objeto que se deseja transmitir é necessário fazer um método que lê as propriedades do JSON e faz as devidas atribuições no seu objeto Java. Vamos supor o seguinte objeto sendo transmitido em JSON: {   user: {     id: 123456,     name: "Neto Marin",     username: "netomarin",     email: "netomarin@globalcode.com.br"   } } Se você fosse tratar um Webservice que envia esse JSON para o seu aplicativo Android, além de criar a o