Pular para o conteúdo principal

Uma forma de usar Twitter4J com OAuth

Já faz bastante tempo que escrevi um post sobre como enviar tweets através de uma aplicação Java usando a biblioteca Twitter4J e de lá para cá tivemos algumas atualizações e uma delas foi o fato de não ser mais possível usar autenticação básica como eu coloquei de exemplo.

Hoje eu vi a Yara citar no Twitter este meu post como exemplo de uso e responderam a ela que não funcionava mais assim, então resolvi pesquisar e colocar aqui no blog a solução que encontrei.

Buscando na internet, encontrei rapidamente este artigo em inglês no blog da EMC, e como está bem explicado, peço licença ao autor Nileesha Bojjawar para colocar aqui traduzido para o português e compartilhar com vocês.

Neste texto, além de mostrar como autenticar usando OAuth, também dá a dica de como registrar uma aplicação para editar a timeline de uma conta do Twitter. Vamos ao passo a passo então:

"...

Crie uma conta no Twitter
Crie a conta do Twitter que você quer usar da sua aplicação. No exemplo eu usei uma conta de teste que eu criei.

Registre a aplicação
Faça login no Twitter e registre uma nova aplicação com twitter neste link.

Assim que tiver registrado a aplicação, você pode editá-la e vê-la da sua conta do Twitter, através da página settings -> connections.

Por favor, note: para que este exemplo funcione, você tem que selecionar Application Type como “Client”. Application Type como “Browser” espera que você tenha um website com um servlet call-back para o qual o Twitter possa enviar o token de acesso.

Obtenha ConsumerKey e ConsumerSecret
Você receberá a ConsumerKey e ConsumerSecret nesta página. Você pode armazenar isto de forma persistente, para simplicidade, você pode usar um arquivo de properties.

Obtenha Access Token e Access Secret
Para usar OAuth a aplicação deve usar o login do Twitter usando uma Access Token. Obter a access token e a token secret é um processo que se faz uma única vez para cada ConsumerKey e ConsumerSecret e todos estes valores podem ser armazenados juntos num mesmo arquivo.
A maioria dos exemplos que encontramos por aí usam um call-back Servlet/URL para conseguir o token. Eu pessoalmente acho que isto é demais, criar um call-back Servlet só para obter os Access Tokens. É mais fácil obter isto usando uma aplicação cliente e armazená-los. O código cliente de exemplo está aqui:
import java.io.BufferedReader;
import java.io.InputStreamReader;
import twitter4j.Status;
import twitter4j.Twitter;
import twitter4j.TwitterException;
import twitter4j.TwitterFactory;
import twitter4j.http.AccessToken;
import twitter4j.http.RequestToken;
public class OAuthSetup {
  /**
   * @param args
   */
  public static void main(String args[]) throws Exception {
      // The factory instance is re-useable and thread safe.

Twitter twitter = new TwitterFactory().getInstance();

//insert the appropriate consumer key and consumer secret here

      twitter.setOAuthConsumer("ZDuEJCn23jw3NuFcElaqw",
          "OkhinXH6EaymMUzlfbq0xWrablNBkUwfz7eLDPxmwk");
      RequestToken requestToken = twitter.getOAuthRequestToken();
      AccessToken accessToken = null;
      BufferedReader br = new BufferedReader(new InputStreamReader(System.in));
      while (null == accessToken) {
        System.out.println("Open the following URL and grant access to your account:");
        System.out.println(requestToken.getAuthorizationURL());
        System.out.print("Enter the PIN(if aviailable) or just hit enter.[PIN]:");
        String pin = br.readLine();
        try{
           if(pin.length() > 0){
             accessToken = twitter.getOAuthAccessToken(requestToken, pin);
           }else{
             accessToken = twitter.getOAuthAccessToken();
           }
        } catch (TwitterException te) {
          if(401 == te.getStatusCode()){
            System.out.println("Unable to get the access token.");
          }else{
            te.printStackTrace();
          }
        }
      }
      //persist to the accessToken for future reference.
      System.out.println(twitter.verifyCredentials().getId());
      System.out.println("token : " + accessToken.getToken());
      System.out.println("tokenSecret : " + accessToken.getTokenSecret());
      //storeAccessToken(twitter.verifyCredentials().getId() , accessToken);
      Status status = twitter.updateStatus(args[0]);
      System.out.println("Successfully updated the status to [" + status.getText() + "].");
      System.exit(0);
    }
}
Quando você executa este código, com as ConsumerKey e ConsumerSecret corretas, você receberá uma Authorisation URL na console, como abaixo:

Open the following URL and grant access to your account:
https://twitter.com/oauth/authorize?oauth_token=trVYjyf0r1jeuildLedHSSQMKmdKXdDEfI5ffiuQmcM
Enter the PIN(if aviailable) or just hit enter.[PIN]:

Pegue esta URL e cole-a no browser e permita o acesso.Em seguida, o Twitter te dará um número de pin, que você deve copiar e retornar para sua aplicação e digitar no prompt.

Open the following URL and grant access to your account:
https://twitter.com/oauth/authorize?oauth_token=trVYjyf0r1jeuildLedHSSQMKmdKXdDEfI5ffiuQmcM
Enter the PIN(if aviailable) or just hit enter.[PIN]:6829121

A aplicação vai então gerar seu token e tokenSecret como a seguir:

Open the following URL and grant access to your account:
https://twitter.com/oauth/authorize?oauth_token=trVYjyf0r1jeuildLedHSSQMKmdKXdDEfI5ffiuQmcM
Enter the PIN(if aviailable) or just hit enter.[PIN]:6829121
119319081
token : 119319081-Q3l4OThX7LDHkd6voqI6sZ1oDCJsvcCxavXhVZjK
tokenSecret : 6ypMga7IL8fR7zH2BBLBdIt5VlYuCLb2d1Orco1bqI

Persista estes dados em algum arquivo properties ( como você persiste e assegura isto é sua escolha )

Tudo que este código faz é
  • Criar uma instância da classe Twitter
  • Setar a OAuth Consumer nesta instância
  • Gerar uma authorisation URL que você deve colar no browser e permitir acesso da sua conta do twitter para a aplicação
  • Isto te dará um número de pin, que você tem que digitar no código cliente em execução
  • Então vai gerar suas access token e access token secret que você pode ou não persistir
Faça login pela a aplicação registrada e envie seus tweets
A última coisa a fazer é usar este OAuth Login para enviar tweets da sua aplicação. A instância do Twitter para enviar tweets pode ser criada como segue:
private Twitter twitter;
twitter = new TwitterFactory().getInstance();
twitter.setOAuthConsumer(consumerKey, consumerSecret);
AccessToken accessToken = new AccessToken(twitterToken, twitterTokenSecret);
twitter.setOAuthAccessToken(accessToken);

Espero que seja útil.

..."

Bom, esta foi a tradução que fiz, espero que tenha ficado razoável, que tenha dado para entender pelo menos.
Não se esqueça que precisa ter o Twitter4J no classpath para funcionar, é só baixar o jar neste link.
Para complementar, vou colocar abaixo a classe completa de teste que usei como se fosse a aplicação que registrei na minha conta do Twitter:

import twitter4j.Twitter;
import twitter4j.TwitterException;
import twitter4j.TwitterFactory;
import twitter4j.http.AccessToken;

public class TwitterTester {

public static void main (String[] args){
String consumerKey = "ZDuEJCn23jw3NuFcElaqw";
String consumerSecret = "OkhinXH6EaymMUzlfbq0xWrablNBkUwfz7eLDPxmwk";
String twitterToken = "119319081-Q3l4OThX7LDHkd6voqI6sZ1oDCJsvcCxavXhVZjK";
String twitterTokenSecret = "6ypMga7IL8fR7zH2BBLBdIt5VlYuCLb2d1Orco1bqI";

Twitter twitter = new TwitterFactory().getInstance();
twitter.setOAuthConsumer(consumerKey, consumerSecret);
AccessToken accessToken = new AccessToken(twitterToken, twitterTokenSecret);
twitter.setOAuthAccessToken(accessToken);

try{
twitter.updateStatus("Testando...");
System.out.println("Tweet enviado!");
} catch(TwitterException e){
System.out.println("Erro ao enviar o tweet");
}
}

}


[]s

Ana Abrantes
twitter.com/anabrant

Comentários

Ana,

excelente post.

Tem algum lugar que podemos baixar os fontes do seu exemplo?

Abs!
Ana Abrantes disse…
Jeff,

A classe para conseguir os tokens é esta que coloquei aí, a OAuthSetup, depois é só usar na sua aplicação o segundo trecho de código.

Só faltou eu mencionar que precisa ter o Twitter4J no classpath para funcionar, é só baixar o jar neste link: http://twitter4j.org/en/index.html#download

Mais tarde, vou colocar o código da classe que usei para testar, acho que fica mais claro, né?

[]s

Ana
Alex Coqueiro disse…
Muito legal Ana.

Acabei de testar e funcionou. ótima iniciativa.
Unknown disse…
Muito Bom Ana.
Testei aqui, funcionou também!
Ótimo post!
[]'ss

@JeanDonato
Unknown disse…
Show de bola...resolveu o meu problema do lance de como persistir a chave do Token :D

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba como programar para Arduino sem ter nenhum hardware disponível

O Arduino já é uma tecnologia muito difundida entre os amantes de tecnologia. É difícil encontrar um profissional da computação que não brincou um pouco com esta ferramenta de prototipagem ou, que gostaria de fazer isso. Porém, em alguns casos, o programador quer conhecer o arduino mas não dispõe de nenhum hardware, nem mesmo da placa. Como isso poderia ser resolvido? A primeira resposta seria aquela mais simples e direta: ir as compras. Isso pode ser feito em uma loja física ou pela internet. No meu caso, por exemplo, tive a felicidade de encontrar em um site (não me lembro qual) um kit arduino, com um conjunto de sensores e um DVD com 41 vídeo aulas. Mas digamos que o profissional não esteja passando por um bom momento financeiro, ou ainda, simplesmente não queira comprar o Arduino sem antes conhecê-lo um pouco melhor. Para a última situação também já existe uma resposta, e diga-se de passagem, uma excelente resposta. Trata-se do site 123D Circuits.io . Depois de criar seu u

Entendendo como funciona a programação de computadores: linguagens de programação, lógica, banco de dados

Nesse post, diferente dos últimos que foram mais enfáticos nas experiências com tecnologias, vou focar um pouco mais nos profissionais que estão começando, ou pretendem ingressar na área de desenvolvimento de software, falando sobre conceitos fundamentais relacionados a programação em geral . Mercado de trabalho para programação Conforme já sabemos, o mercado de desenvolvimento de software, especialmente no Brasil, continua em franca expansão, sendo que cada vez mais as empresas buscam desenvolver seus próprios sistemas usando as mais diferentes e novas tecnologias. Algumas matérias interessantes: As seis profissões mais valorizadas em 2010 no IDG Now! Muitas vagas e sensação de reaquecimento da economia Por isso, a área de desenvolvimento de software tem despertado interesse em muitos profissionais de outras áreas que desejam mudar de profissão, já que as oportunidades de trabalho tendem a ser maiores. Esse é um perfil presente em muitos dos clientes da Globalcode que acabou m

JSON fácil em Java com GSon !

Ola pessoal ! O formato JSON ( J ava S cript O bject N otation) vem se consagrando cada vez mais na comunicação de dados, principalmente nos dispositivos móveis devido a esse formato ser mais leve que o XML e também mais legível. Uma prova disso são as inúmeras bibliotecas que existem para manipular esse formato, e no caso do Android, o suporte ao JSON é nativo. Mas apesar de ter esse suporte nativo, algumas operações devem ser feitas manualmente e o código acaba ficando um pouco verboso e repetitivo, já que para cada objeto que se deseja transmitir é necessário fazer um método que lê as propriedades do JSON e faz as devidas atribuições no seu objeto Java. Vamos supor o seguinte objeto sendo transmitido em JSON: {   user: {     id: 123456,     name: "Neto Marin",     username: "netomarin",     email: "netomarin@globalcode.com.br"   } } Se você fosse tratar um Webservice que envia esse JSON para o seu aplicativo Android, além de criar a o